Malala, a menina que queria ir para a escola

A história da paquistanesa Malala, discutida e analisada sob um olhar crítico

O Colégio Maximus – Unidade Santa Luzia trabalhou com os alunos do 6º e 7º anos do Ensino Fundamental a leitura e análise do livro Malala, a menina que queria ir para a escola, da autora Adriana Carranca.

Com o objetivo de compreender a história das mulheres no mundo árabe, que é marcada por uma visão sociopolítica extremamente patriarcal, o que vem deflagrando sucessivos problemas quanto aos direitos das mulheres; bem como propor uma reflexão política mundial que proporcione ao aluno compreender melhor as culturas, as constituições, as economias e o contexto histórico-social de cada Estado; a professora de Filosofia e Geografia, Mariana Ferreira Araújo, com a colaboração da professora de Literatura e Redação, Patrícia Alves, percorreram as linhas do livro-reportagem Malala, a menina que queria ir para a escola e impulsionaram discussões sobre a história da paquistanesa Malala, ganhadora do prêmio Nobel da Paz.

Nas aulas de Literatura, os alunos analisaram a obra, sua construção, função e estrutura, sob o olhar literário. Nas aulas de Geografia e Filosofia, aprenderam e aprofundaram seus conhecimentos sobre uma das religiões mais antigas do mundo, o Islamismo, seus fundamentos e atuais interpretações em países, cuja política está calcada nas leituras dos textos maometanos. Outro ponto abordado e discutido em sala foi a cultura feminina no Oriente Médio. Os alunos assistiram a um documentário sobre a luta da mulher por seus direitos em todo mundo.

Após esses estudos, os alunos realizaram a apresentação final e o debate acerca desse contexto trabalhado. Uma aluna de cada turma se caracterizou como a personagem do livro e contou sua história. As alunas, orientadas pelas professoras, estudaram a história familiar da menina Malala até o dia da tentativa de assassinato, efetuada pelo governo Talibã, que é contra a emancipação e o direito de a mulher frequentar escolas. Após a apresentação da aluna, foi realizado um debate com questionamentos e perguntas conduzidos pela professora.