Ensino Médio e seus caminhos

Piquenique comemora pequenas conquistas no âmbito escolar e aproxima alunos e educadores

O Ensino Médio é um período na vida dos estudantes marcado por muito estudo, descobertas e desafios. É um período de muita cobrança, pois se acredita que, nesse momento, os alunos já atingiram a maturidade estudantil, assumindo responsabilidades nas escolhas que conduzirão seus caminhos profissionais e pessoais na vida adulta. Diante de tantos desafios, acredita-se na importância de trabalhar as questões piscoemocionais, mantendo um vínculo afetivo saudável entre alunos, professores e gestão pedagógica.

Pensando nisso, o Colégio Maximus – Unidade Palmares realizou com os alunos do Ensino Médio um delicioso piquenique em comemoração a pequenas vitórias no âmbito escolar, atingidas até o momento. Com um clima descontraído, essa confraternização oportunizou uma aproximação entre alunos do Ensino Médio e a equipe de educadores, buscando sempre condutas de estímulos, motivação, conversas, acompanhamento e, acima de tudo, prestígio diante das conquistas e superações alcançadas nessa intensa caminhada. Assentados sobre a grama verdinha, no ambiente externo da escola, os estudantes vivenciaram momentos agradáveis ao som do violão das alunas Gabriella Faria e Hingridi Vieira, alunas da 3ª série.

“Os primeiros meses do ano letivo trazem consigo um misto de emoções. Momentos de adaptação, de reencontro com amigos e professores, momentos de familiarização com novos desafios e níveis de conhecimento. Para a 3ª série, o período letivo se inicia com sabor de despedida e decisões. Na 2ª série, há o empenho em manter-se o foco, a alegria e o alimento dos sonhos. Para a 1ª série, unindo o desafio de adaptação ao nível médio, criam-se também grandes expectativas sobre o período da adolescência. Cada série do Ensino Médio possui suas especificidades, mas todas carregam consigo obstáculos e superações. Acredito que momentos como esses são importantes para que os estudantes reconheçam na escola um espaço onde não são somente cobrados por resultados, mas sim onde são acolhidos e queridos. Essa afetividade faz bem a todos os sujeitos envolvidos no processo educativo”, afirma a Supervisora Pedagógica do Ensino Médio, Débora Carias Alves.