Dicas importantes!

Planejamento e cuidados no processo de adaptação na Educação Infantil

A criança, ao ingressar na escola, separa-se dos pais e precisa aprender a ficar longe do seu círculo de convívio familiar e relacionar-se com pessoas diferentes em um novo ambiente. O Maximus Educação Infantil – Unidade Santa Inês, com o objetivo de colaborar com o processo de adaptação dos alunos ao ambiente escolar, listou alguns procedimentos que podem facilitar esse delicado momento. “É preciso entender que cada criança tem seu próprio ritmo e seu próprio modo de adaptar-se ao novo ambiente de convívio. O período de adaptação deve ser avaliado individualmente e é um momento que deve ser planejado com muita atenção e cuidado”, explica a psicóloga e psicopedagoga Pollyanna Marques de Carvalho.

Seguem algumas orientações, sugeridas pela escola.

– A vinda da criança para a escola deve ser preparada. Os pais devem conversar com seu filho sobre o ambiente escolar e sobre a oportunidade de conhecer novos amigos, sem criarem expectativas exageradas para não haver posteriores frustrações.

–   É importante que, nos primeiros dias de aula, as crianças tenham um horário reduzido de permanência na escola, para assimilarem o novo ambiente e adquirirem segurança emocional.

– O pai, a mãe ou alguma pessoa com quem a criança tenha um vínculo afetivo pode permanecer na escola nos primeiros dias de aula, estimulando a confiança e cumplicidade. Outro recurso interessante é deixar com a criança algum objeto ou brinquedo que a faça sentir-se segura, são os chamados objetos de transição.

– Durante a permanência dos pais na escola, eles devem ficar em local previamente combinado, sem interferir nas atividades propostas pela escola, transferindo à professora as solicitações feitas pela criança.

– O choro no ato da separação é frequente e nem sempre significa que a criança não quer permanecer na escola, da mesma forma que a ausência do choro não significa que a criança não sente o momento da separação. É importante ficar atento e incentivar a criança a verbalizar seus sentimentos.

– Ao saírem, os pais devem despedir-se naturalmente do filho, demonstrando tranquilidade e segurança, transmitindo confiança à criança que assimilará melhor a nova situação.

“O período de adaptação do Bruno Eduardo foi bem difícil, pois foi sua primeira vez na escola. Ele passava a maior parte do tempo comigo. Inicialmente, ele chorava, não queria sair do meu colo e, para transmitir segurança, passei alguns dias na escola, onde fui recebida com muito carinho. O Maximus Educação Infantil nos recebeu de braços abertos, nos acolhendo e nos dando todo apoio e atenção necessários para obtermos sucesso na adaptação. Atualmente, Bruno adora a escola, a professora e todos os funcionários. Eu, como mãe, sou muito feliz por ter acertado na escolha da escola”, afirma Luana Mattioli Paranhos Carolino, mãe do aluno Bruno Mattioli Paranhos Carolino.