Arte na pré-história

Resgate de registros antepassados e a evolução das artes visuais sob o olhar contemporâneo

A pré-história é um período fascinante na história humana. Não existem registros por documentos escritos. Todas as informações sobre esse período é o resultado de pesquisas dos antropólogos, dos historiadores e de estudos da moderna ciência arqueológica, que reconstituíram a cultura do homem. Considera-se como arte pré-histórica todas as manifestações que se desenvolveram antes do surgimento das primeiras civilizações e, portanto, antes da escrita. No entanto isso pressupõe uma grande variedade de produção por povos diferentes, em locais diferentes, mas com algumas características comuns.

O Colégio Maximus – Unidade Santa Luzia realizou, com a 1ª série do Ensino Médio, uma dinâmica nas aulas de Artes no decorrer de três semanas. No primeiro momento, a professora Regina Celha Resende, introduziu o tema, demonstrando a necessidade do homem em se comunicar, utilizando pinturas que representassem situações cotidianas e questionando os alunos sobre quais os possíveis materiais utilizados pelo homem na pré-história.

Posteriormente, conversou com os alunos sobre as primeiras manifestações artísticas da humanidade, que são as pinturas rupestres, apresentando uma breve explicação sobre o tema, bem como imagens diversificadas dessas pinturas em diferentes partes do mundo. Em outro momento, seguiu-se para a parte prática, cuja proposta fez com que os alunos conhecessem e vivenciassem um pouco da experiência vivida pelos homens das cavernas, utilizando alguns materiais encontrados na época. Tal experimento definiu-se em fazer as “mãos em negativo”, técnica que, após dominada pelos artistas pré-históricos, fez com que eles representassem homens e animais. Para fazer uma “mão em negativo”, os homens pré-históricos, depois de obterem um pó colorido por meio da trituração de rochas, sopravam com um canudo sobre a mão pousada na parede da caverna. A região em volta da mão ficava colorida e a parte coberta não. Assim, definia-se uma silhueta da mão, como um filme em negativo.

No desenvolver das atividades, os alunos conheceram a chamada arte rupestre, compreenderam a importância da arte na história, relacionaram os primórdios da pintura como meio de comunicação, estudaram sobre a preservação dos registros antepassados, bem como analisaram a evolução das artes visuais.